SAÚDE

Adote um novo estilo de vida no verão

Confira dicas de autocuidado, investindo em nutrição para melhorar a saúde a longo prazo.

Está chegando o verão e, em breve, o ano de 2021 vai se despedir. Nesta época, muitas pessoas avaliam conquistas e criam listas de desejos para o Ano-Novo.

 

Autocuidado verão

 

Entre as metas mais comuns, muitas pessoas buscam renovar o guarda-roupas, aceleram as idas à academia de ginástica e buscam um corpo bem delineado para aproveitar a temporada de praias e piscinas. Mas, que tal também incluir na lista de sonhos a valorização do autocuidado e refletir sobre o seu estilo de vida?

 

Autocuidado

É importante pensar em adotar hábitos capazes de beneficiar a saúde a longo prazo. O investimento em autocuidado, saúde e bem-estar leva a priorizar principalmente a alimentação. Leia mais: valorize o autocuidado no seu dia a dia. Só que as definições de melhorias necessárias em uma dieta vão depender da rotina e do histórico de cada pessoa.

 

Por isso, o interessado deve buscar atendimento com médicos e nutricionistas para fazer uma avaliação individualizada. Os especialistas podem orientar sobre o cardápio mais adequado, além de analisar as demandas nutricionais de cada paciente e prescrever suplementos, sempre que for necessário.

 

O papel da nutrição

A nutrição impacta em todos os processos que ocorrem no organismo. Desse modo, a deficiência de vitaminas e sais minerais pode prejudicar o funcionamento de órgãos e sistemas. Ainda que uma pessoa consiga ingerir uma boa quantidade de alimentos e sinta plena saciedade, infelizmente isso não significa que ela está bem nutrida.

 

Uma dieta pobre em micronutrientes ocasiona a chamada “fome oculta”, um problema que atinge principalmente as crianças, de acordo com Durval Ribas Filho, nutrólogo e presidente da Associação Brasileira de Nutrologia. “Quando a alimentação é baseada em fast-food e ultraprocessados, fica difícil a criança não ser acometida pela fome oculta. É preciso oferecer um prato colorido para atingir a quantidade suficiente de nutrientes e vitaminas necessários por dia”, esclareceu Ribas Filho ao portal UOL.1

 

Dessa forma, investir em nutrição vai além do simples fato de aplacar a fome. É preciso refletir sobre a qualidade da alimentação e função dos nutrientes. Como exemplo, a ingestão de vitaminas C, D e zinco é fundamental para preservar as células de defesa do organismo, mantendo um sistema imune fortalecido que seja capaz de prevenir e combater infecções.

 

Cada nutriente tem um papel especial. “O zinco age como estimulante do crescimento, na prevenção do diabetes, como antioxidante, estimulante tireoidiano e como imunomodulador, entre outras funções”, exemplificou a médica nutróloga Dr.ª Marcella Garcez, mestre em Ciências da Saúde pela Escola de Medicina da PUCPR e diretora da Associação Brasileira de Nutrologia, em reportagem da revista Boa Forma.2

 

O papel dos nutrientes também está muito relacionado com a longevidade. Quem deseja um envelhecimento saudável, prevenir doenças crônicas e ter qualidade de vida, precisa cuidar bem da alimentação. Veja mais: como a longevidade se relaciona com qualidade de vida?

 

O investimento em nutrição preserva as células dos desgastes provocados pelo avanço da idade e ainda pode beneficiar vários órgãos, entre eles o cérebro, por exemplo. “Suplementos são capazes de prolongar a vida dos neurônios, proporcionando um envelhecimento de qualidade, com autonomia e independência”, opinou Cláudia Coral, farmacêutica especialista em ativos, em entrevista à revista GQ.3

 

Novo estilo de vida

Além de melhorar a dieta, quem deseja iniciar um novo estilo de vida neste verão também precisa compreender a importância de beber um volume adequado de água todos os dias. A época mais quente do ano pode colaborar para a desidratação, já que as altas temperaturas afetam o organismo. É preciso repor os líquidos perdidos caprichando na ingestão de água, além de priorizar uma alimentação mais leve. Leia também no Blog Bayer: 5 dicas para manter a hidratação em dia!

 

A rotina de férias e festividades, que é mais comum durante o verão, também pode estimular deslizes na alimentação. Por outro lado, isso traz uma oportunidade para aprender a vencer as tentações e criar o hábito de substituir alimentos, como petiscos fritos e bebidas industrializadas por opções leves e saudáveis, como frutas e chips de vegetais.

 

Entre as questões importantes para a conscientização e o autocuidado, é preciso entender que alimentos inadequados podem prejudicar a saúde a longo prazo, colocando em risco principalmente a saúde cardíaca. Leia mais: descubra como cuidar bem do seu coração durante o verão.

 

Referências:

1 https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2021/09/08/fome-oculta-a-carencia-nutricional-silenciosa-que-causa-problemas-de-saude.htm
2 https://boaforma.abril.com.br/alimentacao/suplementacao-de-zinco/
3 https://gq.globo.com/Corpo/Saude/noticia/2021/10/suplementacao-cerebral-melhores-ativos-beneficios-contraindicacoes.html