MELHORANDO VIDAS

Doações de livros e formação de educadores incentivam a leitura

A Bayer patrocina uma iniciativa educacional que beneficia crianças e escolas de seis municípios brasileiros.

O acesso à leitura é fundamental para a formação de crianças e jovens, sendo também um meio para transformações sociais e culturais no país. No entanto, as medidas para conter a pandemia do coronavírus estão impactando principalmente a educação. Com escolas fechadas em muitas regiões e a rotina de aulas remotas, as crianças podem enfrentar dificuldades de aprendizado.

 

Incentivo a leitura

 

O Banco Mundial estimou, em relatório divulgado em março, que a pandemia pode fazer com que dois em cada três alunos do Brasil não consigam ler adequadamente um texto simples aos dez anos, elevando o índice de pobreza de aprendizagem de 50% para 70%. Por isso, neste momento, é ainda mais importante investir em atividades educacionais, para tentar minimizar essa crise.

 

Segundo o economista da Prática de Educação do Banco Mundial, Ildo Lautharte, ainda não é possível mensurar os resultados das aulas remotas, mas elas estão ajudando os alunos durante a pandemia. “O mais importante do ensino remoto foi manter o vínculo com a escola, o impacto mesmo só vamos ver com as escolas abertas e a avaliação dos alunos. O ensino híbrido pode ser uma ferramenta importante para aulas de projeto de vida, para grupos menores de alunos que precisam trabalhar dificuldades específicas”, afirmou Lautharte, em notícia do Estadão.

 

Para ajudar os pequenos durante essa fase tão delicada de pandemia, as iniciativas de doação de livros e contação de histórias ganham destaque. A Bayer acredita no potencial da leitura e estimula a formação continuada de leitores, investindo em vários projetos em prol da educação.

 

Um exemplo disso é a iniciativa do Instituto Brasil Solidário (IBS), patrocinado pela Bayer, que desenvolve ações de fomento à leitura e à expansão de projetos culturais em municípios onde a Bayer mantém unidades produtivas, beneficiando crianças de Petrolina (PE), Dias Dávila (BA), Luís Eduardo Magalhães (BA), Porto Nacional (TO) e Campo Verde (MT). Em 2021, o projeto foi ampliado e passou a atender também a cidade de São José dos Campos (SP).

 

Crianças

 

Incentivo à leitura

Entre os resultados em 2020, foram entregues mil livros para bibliotecas escolares e 190 kits de educação ambiental. A iniciativa também capacitou 302 educadores de escolas da rede pública, envolvendo temas de educação financeira, leitura e educação ambiental. As formações presenciais desenvolvidas pelo IBS seguem a metodologia do Programa de Desenvolvimento da Educação – PDE, que atua por meio de oito eixos temáticos: incentivo à leitura, educomunicação, arte e pintura, educação ambiental, cidadania, empreendedorismo, saúde e prevenção e educação financeira.

 

Crianças

 

Devido ao período de isolamento social imposto pela pandemia do coronavírus, que impossibilitou a realização de formações do IBS, o instituto desenvolveu uma plataforma digital específica para as formações no modelo de EAD (Ensino a Distância).

 

Expansão em formato digital

O modelo deu tão certo que as ações de EAD conseguiram atender participantes de 20 cidades, difundindo conteúdos de incentivo à leitura, educação ambiental e educação financeira. A alternativa remota se mostrou importante para agregar valor e aprimorar as atividades do IBS, tornando-se uma extensão das oficinas presenciais. A plataforma online permitiu que as escolas beneficiárias tivessem maior acesso aos conteúdos elaborados para as turmas de formação.

 

Em 2021, o IBS seguirá investindo na plataforma EAD com um calendário de atividades já previstos para esse primeiro semestre, com 4.500 vagas em 52 municípios em todo o Brasil, com formações já iniciadas nas áreas de incentivo à leitura, educação ambiental, introdução à história da arte, teatro de sombras e marionetes, música, educação financeira, rádio escolar, fotografia, desenho e pintura, xilogravura, oficinas criativas, metodologia ativa da aprendizagem, além de saúde e prevenção, ressaltando todas as orientações para o retorno às aulas de forma segura e acolhedora aos alunos.

 

O planejamento para este ano prevê que as escolas também recebam doações, no total de 18 equipamentos fotográficos semiprofissionais e produtos periféricos.

 

Além das doações de livros, em 2021, o projeto vai construir espaços de leitura, baseados em conceitos de sustentabilidade, e “escovódromo modelo”. As instalações ocorrerão nas escolas-sede das seis cidades beneficiadas pela parceria entre a Bayer e o IBS.

 

A Bayer investe em outras iniciativas voltadas para a educação e cultura, como, por exemplo, a produção de uma websérie de vídeos didáticos sobre ciência, saúde e nutrição, por meio de histórias lúdicas e oficinas caseiras. Esse trabalho foi feito por pessoas com deficiência que participam da ação “Educação para uma Vida Melhor”. Saiba mais: Profissionais com deficiência criam série de vídeos educativos para crianças. Conheça outro projeto social apoiado pela Bayer: Bayer colabora para a saúde ocular de idosos.

 

Tags: educação, leitura, crianças, formação de leitores, projeto social.