Híbrido de milho verde da Bayer abre oportunidades para novos negócios em pequenas e médias propriedades

Favorito para receitas in natura, híbrido AG1051 se destaca por seu alto rendimento e versatilidade em receitas

São Paulo, junho de 2024 – O Brasil é um grande consumidor e produtor de milho para alimentação humana e em todos os estados vemos o preparo de receitas que incluem o ingrediente em forma de condimento ou como ingrediente principal dos pratos. Para os pequenos e médios produtores, a escolha de sementes com maior rendimento das espigas e qualidade diferenciada têm permitido explorar novos negócios, especialmente durante a temporada de festas juninas.

 

Favorito para receitas in natura, híbrido AG1051 se destaca por seu alto rendimento e versatilidade em receitas

 

Pensando na necessidade de oferecer um milho que facilite o cultivo para fins de consumo fresco e que se destaque na produção de alimentos como pamonha, bolos e curau, a Bayer oferece por meio da sua marca de hortifrúti, Seminis, o AG1051, híbrido de melhor adaptabilidade ao cultivo de milho verde. Um dos motivos que atrai os produtores é o ciclo de 10 a 15 dias em ponto de milho verde no campo, sem endurecer, com janela de colheita de aproximadamente 55 dias, assim como o alto rendimento para a produção de alimentos que possam ser comercializados assim que saem do campo.

 

O seu diferencial não está apenas no sabor das receitas, mas no sistema de manejo, permitindo alta adaptabilidade a diferentes condições de cultivo. As sementes do híbrido são acompanhadas de recomendação agronômica que inclui boas práticas agrícolas, como a adubação do solo e a densidade do plantio.

 

Além do uso do milho verde para preparo de pratos típicos da culinária brasileira, o AG1051 também pode ser utilizado para produção de xaropes e amido de milho. Isso abre oportunidades de mercado para que os pequenos produtores agreguem valor aos seus produtos, promovendo o desenvolvimento local.  

 

Rosana Cláudia e Rosevaldo da Silva, da cidade de Formosa do Oeste, no Paraná, são produtores rurais que criaram uma massa de bolo de milho vendida em garrafa. "Tínhamos o intuito de criar um produto que nosso cliente pudesse comer quentinho, quando bem entendesse. Ao receber o bolo em garrafa, nossos clientes ganharam a praticidade de poder congelar a massa e utilizá-la facilmente levando ao forno. Após pesquisas, vimos que o milho ideal seria o AG1051, por ser doce e específico para bolos e pamonhas”, afirma a produtora.

 

Qualidade técnica e sabor

Focado em produtores de milho verde que abastecem o mercado de alimentos típicos da culinária brasileira, o híbrido é conhecido por seu sabor adocicado. As características que destacam o AG1051 no campo são um ótimo sistema radicular, que favorece a flexibilidade para o plantio em todas as regiões do Brasil, com grande amplitude de época de plantio, podendo ser semeado o ano inteiro, além de maior durabilidade pós-colheita.

 

A qualidade das espigas é um dos diferenciais do híbrido, que se destaca na cor, palha e grãos do milho verde.  A constituição da planta permite que os grãos sejam mais suculentos, com mais biomassa, e equilíbrio entre os teores de açúcar e amido, que garantem o sabor característico e maciez no ponto de colheita. Por isso, favorece diferentes usos, podendo ser empregado desde silagem até a produção de pamonha.

 

“Os produtores de milho verde conhecem e valorizam as características técnicas do AG1051. Queremos oferecer produtos com maior durabilidade pós-colheita, alto valor nutricional e que tenham flexibilidade de plantio em todas as regiões do Brasil, atendendo a produtores de diferentes portes”, explica Daniela Augustinho, gerente de comunicação para a América do Sul da Seminis.

 

Milho verde e outras janelas de oportunidades

O Sítio São José, localizado em Campinas (SP), tem mais de 130 anos de tradição, e um histórico de cultivo de café, uva, batata e tomate. Há alguns anos a propriedade agregou a produção de milho verde e pamonha. Ao lado de sua esposa Valéria, o produtor rural Melchisedech Abacherly e seu filho Melquinho preservam a propriedade que está em sua família há seis gerações. Após uma visita técnica do SEBRAE, os produtores adaptaram seu modelo de negócios, serviços prestados e técnicas de manejo. Visualizando novos nichos de mercado, se tornou um espaço de turismo rural na região.

 

"Fizemos mudanças para adaptar nosso sítio ao turismo gastronômico de experiência e com isso enxergamos novas oportunidades de negócio mesmo em nossa pequena área. Passamos a cultivar produtos que possam ser comercializados com o cliente durante a visitação à propriedade, como o milho verde, e isto nos permite agregar valor aos nossos produtos ", conta Melques.

 

A qualidade dos milhos produzidos na fazenda se reflete já no plantio, o que favorece a produção constante. “O AG1051 é melhor do que outras variedades, desde o empalhamento para o preparo da pamonha, além dos seus grãos mais amarelos, que conferem mais volume de massa para as receitas. O curau fica mais amarelo, a pamonha mais cremosa e a durabilidade dele no campo também é maior", conta Melquinho, responsável pelo cultivo de milho.

 

Na propriedade, o cultivo acontece durante o ano todo, sem pausas, com plantio escalonado dos talhões. A colheita do AG1051 no verão acontece ao longo de três meses, já no inverno, quatro. "O ponto exato de colheita é quando a espiga dobra para baixo com fechamento de palha firme, sem espaços vazios. Os grãos vão até a ponta, sendo mais fáceis de ralar para o preparo de receitas", finaliza Melquinho.

 

"Eu e meu filho cuidamos do cultivo de milho. Temos muitas tarefas e plantamos todos os dias. Escolhemos o AG1051 por seu histórico, ele é muito valorizado entre os produtores, tem uma boa resposta em produtividade e manejo no campo, janelas de colheita maiores e mais duração, e essa experiência vale muito. Ele é excelente para as melhores receitas, como pamonha curau e bolo de milho, o que foi um atrativo também para o restaurante que temos aqui na fazenda", conta o produtor.

 

Fique por dentro das soluções Bayer, e de mais histórias como está nos novos episódios da série “Raízes do Sabor” no perfil da Seminis Brasil no YouTube.

 

Sobre a Bayer

A Bayer é uma empresa global com competências essenciais nas ciências da vida nos setores de agronegócios e saúde. Seus produtos e serviços são projetados para ajudar as pessoas e o planeta a prosperar, apoiando os esforços para superar os principais desafios apresentados por uma população global em crescimento e envelhecimento. A Bayer está comprometida em impulsionar o desenvolvimento sustentável e gerar um impacto positivo em seus negócios. Ao mesmo tempo, o Grupo pretende aumentar o seu poder de ganho e criar valor através da inovação e do crescimento. A marca Bayer representa confiança, confiabilidade e qualidade. O Brasil é a segunda maior operação da companhia no mundo.

 

Declarações prospectivas

Este comunicado pode conter declarações prospectivas baseadas nas previsões atuais da equipe executiva da Bayer. Diversos riscos, incertezas e outros fatores, conhecidos ou desconhecidos, podem gerar diferenças materiais entre os reais e futuros resultados, situações financeiras, desenvolvimentos e desempenhos da empresa e as estimativas apresentadas aqui. Esses fatores incluem aqueles discutidos nos relatórios públicos da Bayer, disponíveis no site da empresa. A companhia se isenta de qualquer responsabilidade pela atualização destas declarações prospectivas e pela precisão de eventos e desenvolvimentos futuros.  

 

Informações à imprensa Bayer

JeffreyGroup

agrobayer@jeffreygroup.com

 


Se você deseja relatar um evento adverso ou fazer uma queixa técnica relacionada a qualquer produto da Bayer S.A.,
por favor, contate o seu médico ou acesse: https://safetrack-public.bayer.com/.
Para obter mais informações sobre benefícios e riscos dos medicamentos acesse: http://pacientes.bayer.com.br/.
Acordo celebrado com o CADE – Saiba Mais: https://www.bayer.com.br/pt/sustentabilidade/acordo-de-controle-em-concentracoes-firmado-com-o-cade