SAÚDE

Descubra como fortalecer a imunidade

Vitaminas e minerais são essenciais para fortalecer o sistema imunológico, promovendo longevidade e qualidade de vida.

A saúde de cada um está muito relacionada à imunidade. As pessoas podem ficar expostas a vírus, bactérias, fungos e parasitas, e, quando isso ocorre, o sistema imunológico funciona como um “exército de plantão”, que defende o corpo, prevenindo e combatendo infecções e doenças. Além disso, o sistema imune combate ameaças internas, como as células cancerosas.

 

Descubra como fortalecer a imunidade

 

Contudo, para que as funções de defesa do organismo sejam desempenhadas com sucesso, o sistema imunológico precisa estar funcionando adequadamente. Cuidar do sistema imunológico é a melhor maneira de preservar a saúde, ganhando longevidade e qualidade de vida.

 

Por que a imunidade baixa?

O sistema imune é influenciado por questões genéticas e ambientais, variando também conforme a pessoa é afetada por um patógeno e cria resistência, ou recebe imunização por meio de vacina. Há variações individuais conforme a idade, o sexo e estilo de vida.

 

Entretanto, sem dúvidas, a alimentação é um dos principais fatores que impacta na imunidade, por isso preste atenção ao que coloca no prato. O estado nutricional geral de um indivíduo modula suas funções imunológicas. Quando a pessoa não se alimenta bem, e passa por momentos de estresse e privação de sono, isso pode resultar em imunidade baixa.

 

Além disso, a nutrição tem sido relacionada com 20 a 50% das ocorrências de cânceres e, no caso de aterosclerose (acúmulo de gordura nas artérias), a alimentação se relaciona com a inflamação de células e a formação de placas nas artérias do coração (MAGGINI, 2010).

 

Tanto a supernutrição, que é o consumo exagerado de alimentos, quanto a subnutrição, carência de nutrientes, afetam negativamente a imunidade. Quando há deficiências de vitaminas e minerais, a imunidade é afetada, prejudicando o funcionamento das células T e as respostas de anticorpos.

 

Os problemas alimentares podem estar associados ao estilo de vida, quando se opta por alimentos não saudáveis, ou ligados aos comportamentos relacionados ao estresse, como fumar, consumir álcool ou café em excesso, por exemplo. Além disso, vale a pena ressaltar que a obesidade está associada à inflamação crônica e que a deficiência de nutrientes provoca enfermidades. A carência de vitamina C, por exemplo, é uma preocupação, pois pode causar escorbuto, uma doença que pode ser fatal.

 

Qual a melhor vitamina para a imunidade?

Não existe uma única vitamina como solução para todos os problemas. O sistema imunológico é complexo e precisa da combinação de vários micronutrientes para funcionar. A vitamina C (ácido ascórbico) e o zinco desempenham um papel especial para suportar o sistema imune, mas a alimentação deve ser adequada, oferecendo também outros nutrientes, como vitamina A, ácido fólico, vitamina B6, vitamina B12, vitamina E, vitamina D, cobre, ferro e selênio.

 

O que melhora a imunidade?

A alimentação saudável é uma grande aliada da imunidade. Garantir fontes de energia e oferta de micronutrientes nas doses adequadas é a principal recomendação para melhorar os três níveis de imunidade: barreiras epiteliais, células imunes e produção de anticorpos. Para fortalecer as defesas do organismo, mantenha uma dieta rica em frutas, vegetais e grãos integrais e, sempre que for necessário, complemente a ingestão de micronutrientes com suplemento alimentar.

 

Para quem precisa de suplementação, vale a pena conhecer o Redoxon® Tripla Ação, um comprimido efervescente que possui fórmula avançada com 1.000 mg de vitamina C, 10 mcg de vitamina D e 10 mg de zinco. Ingerido uma vez ao dia, esse suplemento não medicamentoso ajuda a apoiar e modular as funções imunológicas para a adequada defesa do organismo.

 

Conheça os principais micronutrientes que beneficiam a imunidade:

Ácido fólico

Auxilia na síntese de aminoácidos, no processo de divisão celular e no funcionamento do sistema imune, auxilia no metabolismo da homocisteína e na formação das células vermelhas do sangue. Além disso, é fundamental para a formação do tubo neural do feto durante a gravidez.

 

Ácido pantotênico

Auxilia no metabolismo energético.

 

Biotina

Auxilia no metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras, contribui para a manutenção do cabelo e da pele, e auxilia na manutenção das mucosas.

 

Niacina

Contribui para a manutenção da pele e de mucosas. Ajuda no metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras.

 

Riboflavina

Auxilia no metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras. Ajuda na formação de células vermelhas do sangue. É um antioxidante que protege dos danos causados pelos radicais livres. Auxilia na visão, no metabolismo do ferro, além de contribuir para a manutenção da pele e de mucosas.

 

Tiamina

Auxilia no metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras.

 

Vitamina A

Auxilia na visão, no funcionamento do sistema imune e no metabolismo do ferro. Contribui para a manutenção da pele e de mucosas, além de ajudar no processo de diferenciação celular.

 

Vitamina B12

Auxilia na formação de células do sangue e no funcionamento do sistema imune. Ajuda no metabolismo energético e metabolismo da homocisteína, além de favorecer o processo de divisão celular.

 

Vitamina B6

Auxilia na formação de células do sangue, no funcionamento do sistema imune. Colabora para o metabolismo do glicogênio, proteínas, carboidratos e gorduras, homocisteína, além de ajudar na síntese de cisteína.

 

Vitamina C

Colabora para a absorção do ferro presente nos alimentos. É um antioxidante que protege dos danos causados por radicais livres. Auxilia no funcionamento do sistema imune e na formação do colágeno. Ajuda no metabolismo energético na regeneração da forma reduzida da vitamina E.

 

Vitamina D

Auxilia na formação de ossos e dentes, assim como na absorção de cálcio e fósforo. Colabora para o funcionamento do sistema imune, funcionamento muscular, manutenção de níveis de cálcio no sangue, e também ajuda no processo de divisão celular.

 

Vitamina E

É um antioxidante que protege dos danos causados pelos radicais livres.

 

Vitamina K

Ajuda na coagulação do sangue e na manutenção dos ossos.

 

Cálcio

Auxilia na formação e manutenção de ossos e dentes. Ajuda na coagulação do sangue, no funcionamento muscular e neuromuscular. Também contribui para o processo de divisão celular e o metabolismo energético.

 

Cobre

É um antioxidante que previne danos causados por radicais livres. Auxilia no funcionamento do sistema imune e no metabolismo energético. Colabora para a pigmentação de cabelo e pele. Ajuda no transporte de ferro no organismo e na manutenção dos tecidos conjuntivos.

 

Cromo

Auxilia no metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras.

 

Ferro

Colabora para a formação das células vermelhas do sangue. Auxilia no metabolismo energético, no transporte do oxigênio no organismo. Ajuda no processo de divisão celular e no funcionamento do sistema imune.

 

Iodo

Auxilia no metabolismo energético e contribui para a manutenção da pele.

 

Magnésio

Colabora para a formação de ossos e dentes, e para o metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras. Auxilia no equilíbrio dos eletrólitos, no funcionamento muscular e no funcionamento neuromuscular, e também ajuda no processo de divisão celular.

 

Manganês

Antioxidante que protege contra os danos causados pelos radicais livres. Auxilia na formação de ossos e no metabolismo energético. Também ajuda na manutenção dos tecidos conectivos.

 

Molibdênio

Auxilia no metabolismo dos aminoácidos sulfurados.

 

Selênio

Antioxidante que protege contra os radicais livres e auxilia no funcionamento do sistema imune.

 

Zinco

É um antioxidante que protege dos efeitos dos radicais livres. Auxilia na visão, no metabolismo da vitamina A. Contribui para a manutenção do cabelo, pele e unhas. Ajuda no metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras. Colabora para a manutenção de ossos e o funcionamento do sistema imune, e ajuda no processo de divisão celular.

 

Referências

MAGGINI, S.; BEVERIDGE, S.; SORBARA, P. J. P.; SENATORE, G. Feeding the immune system: the role of micronutrients in restoring resistance to infections. CAB Reviews: Perspectives in Agriculture, Veterinary Science, Nutrition and Natural Resources, Switzerland. Vol.3 No.098 pp.1-21, 2008.

 

MAGGINI, Silvia. Vitamins and Minerals: Contribution to Immune Function and Health. Dietary Components and Immune Function (pp.227-252). Switzerland, June, 2010. DOI 10.1007/978-1-60761-061-8_13.

 

MAGGINI, S.; BEVERIDGE, S.; SUTER, M.; A combination of high-dose vitamin C plus zinc for the common cold. J Int Med Res. 2012;40(1):28-42. DOI: 10.1177/147323001204000104.

 

Tags: imunidade, sistema imunológico, alimentação, nutrição, vitaminas, micronutrientes.