Aumento de incidência de baratas devido ao home office e início da primavera exige cuidados

Home office e maior tempo em casa levaram a aumento de lixo doméstico, condição ideal para proliferação de pragas urbanas

São Paulo, agosto de 2021 - Embora a quarentena devido à Covid-19 tenha terminado em várias cidades do Brasil, a rotina de parte dos brasileiros não voltou ao normal. Muitos continuam no esquema de home office e alguns seguem com os filhos estudando de casa.

 

Esses novos hábitos levaram a Associação dos Controladores de Vetores e Pragas (Aprag) a emitir alertas sobre o aumento da circulação de pragas urbanas - ratos, baratas e outros vetores - próximo às residências, uma consequência direta do maior volume de lixo gerado nos lares, o que cria o ambiente propício para a proliferação dessas pragas.

 

"A sociedade se adaptou, aprendeu a cozinhar mais por conta própria ou a aumentar o número de vezes que compra comida via delivery. Com as escolas fechadas e as crianças em casa, os lanches também se tornaram frequentes, ocasionando um acúmulo de migalhas de alimentos em móveis, estofados e no chão de casa", diz Maria Fernanda Zarzuela, bióloga e coordenadora de Field Solutions da Bayer.

 

Neste contexto, é imprescindível que as famílias adotem hábitos para manter a casa livre de baratas. Segundo Maria Fernanda, é preciso manter os ambientes limpos, arejados e, sempre que possível, fechar bem o saco de lixo, colocando-o fora de casa o quanto antes. "Esta cautela é necessária porque pragas e insetos são resistentes e se reproduzem com facilidade em ambientes úmidos e escuros. Também é fundamental armazenar os alimentos dentro de potes bem fechados, colocados em geladeiras ou armários", alerta a especialista.

 

Visitas indesejadas

Com a proximidade da primavera e o aumento das temperaturas, é preciso redobrar a atenção com as baratas. Com o calor, estas pragas urbanas se multiplicam com velocidade e entram nas casas em busca de alimento como restos de comida, plantas murchas, animais em decomposição, entre outros.

 

Além de provocar asco, as baratas estão associadas a uma série de doenças. Uma delas é a asma, uma vez que os restos de baratas mortas e outras secreções do inseto são alérgenos, provocando reações respiratórias nas pessoas que sofrem com alergias e problemas respiratórios.

 

"Cerca de 80% das crianças asmáticas que vivem em áreas urbanas são sensíveis aos componentes das baratas. Muitas vezes, tal irritabilidade é maior do que as produzidas por ácaros ou outros animais", diz a bióloga. A presença desses insetos também pode ocasionar outros problemas como diarreia, febre, micoses, vômito, infecção urinária e alimentar.

 

No Brasil, as espécies de baratas mais recorrentes são a de esgoto e a francesinha. A primeira, como o próprio nome já diz, habita em galeria de esgotos, lixos, caixas de gordura e outros locais insalubres. Em média, ela tem cinco centímetros de cumprimento e costuma sair de ralos, lixos, tubulações ou vir pela janela. "Para uma prevenção efetiva, o ideal é vedar estes lugares com tela", orienta a bióloga. Já a barata francesinha é menor, usualmente encontrada dentro de armários, na borracha de vedação de geladeiras, atrás de móveis e frestas.

 

Se mesmo com medidas de prevenção os insetos continuarem aparecendo, é possível recorrer a produtos como inseticidas. A Bayer, por exemplo, tem em seu portfólio a marca K-Othrine® que possui uma linha completa de combate à essas pragas. Com produtos em forma líquida, gel ou pó que podem ser aplicados em diversos locais da casa para prevenir o aparecimento ou combater infestações já existentes de baratas, formigas, moscas e até mesmo pulgas. De fácil manuseio e aplicação, as soluções podem proteger a casa por até três meses sem oferecer riscos à saúde dos moradores ou pets existentes na residência.

 

125 anos da Bayer no Brasil

A Bayer celebra, em 2021, 125 anos de Brasil. Chegou ao País em 1896, abrindo a primeira fábrica no Rio de Janeiro; Hoje, está presente em mais de 30 cidades, com 6.500 profissionais espalhados de norte a sul. O Brasil é o maior mercado da Bayer na América Latina e local de grandes descobertas na medicina, de novas tecnologias para o campo e de inovações que melhoram a qualidade de vida do brasileiro e contribuem para o desenvolvimento do país.

 

O Grupo está atento aos novos desafios da humanidade, cada vez mais coletivos e que não podem ser solucionados por atores isolados. Por isso, tem investido cada vez mais em modelos de negócios baseados em colaboração, por meio de suas três divisões e do seu primeiro hub de inovação aberta da América Latina, com parcerias relevantes para os negócios.

 

E para construir os próximos 125 anos, mais que fortalecer sua voz, a Bayer quer ampliar sua escuta e entender cada vez melhor as expectativas da sociedade e as necessidades dos clientes: seja o agricultor, o médico, o paciente, o consumidor - e a sua gente, cada vez mais plural e diversa; quer estreitar laços, alinhar expectativas, promover o diálogo, aproximar sua comunicação e construir os próximos passos da empresa junto ao público. Porque Você e Bayer: é bom. Para saber mais, acesse www.bayer.com.br

 

Declarações prospectivas

Este comunicado pode conter declarações prospectivas baseadas nas previsões atuais da equipe executiva da Bayer. Diversos riscos, incertezas e outros fatores, conhecidos ou desconhecidos, podem gerar diferenças materiais entre os reais e futuros resultados, situações financeiras, desenvolvimentos e desempenhos da empresa e as estimativas apresentadas aqui. Esses fatores incluem aqueles discutidos nos relatórios públicos da Bayer, disponíveis no site da empresa: https://www.bayer.com. A companhia se isenta de qualquer responsabilidade pela atualização destas declarações prospectivas e pela precisão de eventos e desenvolvimentos futuros.


Se você deseja relatar um evento adverso ou fazer uma queixa técnica relacionada a qualquer produto da Bayer S.A.,
por favor, contate o seu médico ou acesse: https://safetrack-public.bayer.com/.
Para obter mais informações sobre benefícios e riscos dos medicamentos acesse: http://pacientes.bayer.com.br/.
Acordo celebrado com o CADE – Saiba Mais: https://www.bayer.com.br/pt/sustentabilidade/acordo-de-controle-em-concentracoes-firmado-com-o-cade