MELHORANDO VIDAS

De Petrolina para Tóquio: Bayer investe em projetos esportivos que apoiam Paratletas

A empresa investe em iniciativas que estimulam o desenvolvimento de Pessoas com Deficiência (PCDs), valorizando o esporte, a cultura e a educação.

Um evento esportivo da magnitude das Olimpíadas motiva multidões, emocionando atletas e torcedores ao redor do mundo.

 

A ausência de público presencial e as medidas de saúde e segurança em razão da pandemia do coronavírus não tiram o brilho das Olimpíadas de Tóquio e dos Jogos Paralímpicos de Tóquio. A população brasileira vibra e se emociona com as disputas e resultados.

 

Os Jogos Paralímpicos terão início no dia 24 de agosto, em Tóquio, com a participação de pessoas com deficiência (PCDs), ocorrendo tradicionalmente na mesma cidade e em sequência às Olimpíadas. Leia também no Blog Bayer: Como criar uma sociedade mais inclusiva?

 

Os Jogos Paralímpicos contam com paratletas de alto rendimento que possuem alguma deficiência física, auditiva, visual, intelectual ou múltipla. Na edição deste ano, os paratletas brasileiros vão competir em 20 das 22 modalidades que compõem o programa paralímpico que encerra no dia 5 de setembro.

 

A Bayer investe no esporte

Os Jogos Paralímpicos são muito importantes por promover a valorização de pessoas com deficiência, além de ter o papel de estimular a inclusão social e a diversidade no esporte. A Bayer acredita neste potencial para impactar positivamente as comunidades onde atua e apoia entidades como a Associação Petrolinense de Atletismo (APA), em Petrolina, que desenvolve o atletismo e paratletismo na região do Vale do São Francisco, no Sertão de Pernambuco.

 

A associação conta com o patrocínio master da Bayer Brasil, que beneficia cerca de 100 atletas e paratletas, com viabilização do investimento por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. “O patrocínio master da Bayer demonstra que o esporte é uma ferramenta de grande impacto. Além de ser o primeiro patrocínio master do clube, é a primeira vez que a região recebe um investimento por meio de projetos incentivados para o esporte”, afirmou o diretor executivo da APA Petrolina, Natanael Barros, para a imprensa local.

 

Talentos valorizados

A iniciativa consegue financiar talentos do esporte como Samira Brito, paratleta da APA Petrolina que vai representar o Brasil, em Tóquio. Samira foi convocada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) para integrar a delegação brasileira de atletismo nos Jogos Paralímpicos Tokyo 2020 no dia 6 de julho de 2021.

 

A paratleta de 31 anos atualmente é a 2ª colocada no ranking mundial dos 100 e 200 metros na categoria T36-Paralisia Cerebral, já embarcou com destino a competição. Ela ainda possui o título de Campeã Brasileira, Campeã Norte-Nordeste e foi eleita a melhor atleta do Regional no ano de 2020. “Estou muito feliz. Agradeço a APA, meu treinador, e vou buscar a minha medalha”, afirmou Samira ao saber da convocação, em comunicado divulgado pela Bayer.

 

De acordo com o treinador de Samira, Givanildo Silva, a paratleta tem grandes chances de conquistar medalha nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. “Hoje ela é uma das melhores atletas do país. Nós temos uma representante do Vale do São Francisco com reais chances de medalha. Estou muito esperançoso e confiante de que vai dar tudo certo”, afirmou em notícia do portal GE.

 

Inclusão social e diversidade

Qualquer esporte exige disciplina, comprometimento, perseverança e superação constante. Os Jogos Paralímpicos ajudam a mostrar para o mundo o grande potencial dos paratletas, que se superam e trazem orgulho para os seus países, independentemente da presença de deficiência.

 

Além disso, os atletas inspiram novas gerações, contribuem para a formação de jovens e para o desenvolvimento do esporte. Por isso, acreditar no potencial de atletas e investir no esporte fazem parte dos objetivos de negócios da Bayer. A companhia tem como pilar estratégico a Inclusão e a Diversidade (ID) e apoia iniciativas que colaboram para o desenvolvimento das comunidades onde atua.

 

A Bayer atualmente mantém várias políticas de inclusão e diversidade, que são estruturadas e debatidas em cinco grupos de afinidade dentro da empresa: All In (gênero); Blend (LGBTQIA+); BayAfro (raça); Infinity (gerações) e Enable (PCDs). Esses grupos desenvolvem ações de inclusão e diversidade, engajando colaboradores e parceiros.

 

A Bayer investe em diversas iniciativas que promovem a educação, cultura e inclusão, como, por exemplo, a produção de uma websérie de vídeos educativos criados por pessoas com deficiência que participam da ação “Educação para uma Vida Melhor”. Leia mais: profissionais com deficiência criam série de vídeos educativos para crianças.

 

Tags: esporte, Jogos Paralímpicos, paratletas, Olimpíadas, Tóquio.