22/02/2017

Outro ano recorde para a Bayer – bom progresso com a aquisição da Monsanto

Vendas do grupo aumentam 1,5% (com ajuste fiscal e de portfólio de 3,5%) para € 46,769 bilhões
  • Vendas do grupo aumentam 1,5% (com ajuste fiscal e de portfólio de 3,5%)
  • para € 46,769 bilhões
  • Vendas consideráveis e aumento de ganhos em Pharmaceuticals
  • Consumer Health cresce com a concorrência
  • Crop Science tem sucesso em um ambiente de mercado difícil
  • O EBITDA antes de itens especiais aumenta 10,2% para € 11,302 bilhões
  • Rendimento líquido cresce 10,2% para € 4,531 bilhões
  • Ganhos centrais por ação aumentam 7,3% para € 7,32
  • O fluxo de caixa operacional aumenta 20,8% para € 8,259 bilhões
  • Previsão para 2017: mais crescimento em vendas e ganhos

 

Leverkusen, 22 de fevereiro de 2017 – A Bayer teve um ano muito bem-sucedido em 2016, operacional e estrategicamente. “Mais uma vez, tivemos um recorde em desempenho operacional – e, além disso, estamos progredindo bem com o acordo de aquisição da Monsanto”, afirmou o  CEO do Conselho Administrativo, Werner Baumann, nesta quarta-feira, na coletiva de imprensa sobre finanças, em Leverkusen.  A divisão de Pharmaceuticals novamente apresentou vendas encorajadoras e crescimento nos ganhos. Consumer Health registrou crescimento nas vendas com ajuste cambial e de portfólio (ajuste fiscal e de portfólio), embora os ganhos tenham caído. Em Crop Science, as vendas com ajuste cambial e de portfólio e o EBITDA continuaram estáveis apesar do ambiente de mercado persistentemente difícil. Saúde Animal apresentou crescimento nas vendas ajustado para moeda e portfólio, enquanto os ganhos ficaram no mesmo nível do ano anterior. Covestro teve um aumento considerável nos ganhos, enquanto as vendas atingiram o nível do ano anterior após ajuste para efeitos cambiais e de portfólio. “Temos todos os motivos para estar otimistas quanto ao futuro e começamos bem o novo ano”, afirma Baumann, que levantou a perspectiva de maior crescimento em vendas e ganhos em 2017.

 

No ano passado, a Bayer deu um grande passo estratégico à frente com a aquisição da Monsanto, diz Baumann. “Esta transição é o encaixe perfeito para nossa estratégia de buscar posições de liderança com nossas atividades de Life Science em mercados atraentes e movidos por inovação”. Assim que as empresas forem combinadas, a Bayer poderá criar valor adicional considerável no longo prazo por meio de mais inovações, crescimento mais forte e maior eficiência. Em uma reunião especial em dezembro de 2016, os acionistas da Monsanto aprovaram a transação. A Bayer também fez progresso nos procedimentos antitruste necessários e já solicitou a autorização de cerca de dois terços de aproximadamente 30 autoridades. Além disso, Bayer e Monsanto estão trabalhando em ampla colaboração com as autoridades e a Bayer continua confiante de que concluirá a transação antes do final de 2017.

 

As vendas do Grupo Bayer aumentaram 1,5% em 2016 (com ajuste fiscal e de portfólio de 3,5%) para € 46,769 bilhões (2015: € 46,085 bilhões). O EBITDA antes de itens especiais subiu 10,2% para € 11,302 bilhões (2015: € 10,256 bilhões). O EBIT aumentou 12,8% para € 7,042 bilhões (2015: € 6,241 bilhões) após encargos especiais de € 1,088 bilhão (2015: € 819 milhões). Esses números resultaram, principalmente, das perdas por diminuição de valor de ativos intangíveis, encargos relativos a programas de melhoria de eficiência e custos com a integração de negócios adquiridos. O EBIT antes de itens especiais aumentou 15,2% para € 8,130 bilhões (2015: € 7,060 bilhões). O rendimento líquido aumentou 10,2% para € 4,531 bilhões (2015: € 4,110 bilhões) e os ganhos centrais por ação de operações contínuas subiram 7,3% para € 7,32 (2015: € 6,82).

 

O fluxo de caixa operacional de operações contínuas aumentou 20,8% para € 8,259 bilhões (2015: € 6,836 bilhões). “Aqui, nós nos beneficiamos da melhor situação de ganhos e de uma queda no caixa adicional vinculado em ativos circulantes líquidos”, explica o CFO Johannes Dietsch. A dívida financeira líquida caiu 32,5% em 2016, para € 11,8 bilhões. Os fluxos de entrada de caixa das atividades operacionais e a emissão de notas conversíveis obrigatórias compensaram os fluxos de saída de caixa para dividendos e efeitos cambiais negativos.

 

Vendas gratificantes e crescimento de ganhos em Pharmaceuticals

As vendas de medicamentos sob prescrição aumentaram 8,7% (ajuste fiscal e portfólio) para € 16,420 bilhões (2015: € 15,308 bilhões). “As vendas em Pharmaceuticals aumentaram satisfatoriamente. Expandimos os negócios consideravelmente em todas as regiões”, afirma Baumann. Os negócios com produtos que tiveram o principal crescimento se desenvolveram de forma particularmente robusta. O anticoagulante oral Xarelto®, o medicamento oftalmológico Eylia®, os medicamentos contra câncer Xofigo® e Stivarga® e o tratamento para hipertensão pulmonar Adempas® relataram vendas totais combinadas de € 5,413 bilhões (2015: € 4,231 bilhões). As vendas do Xarelto® subiram 30,8%, de forma ajustada de acordo com o câmbio (ajuste fiscal), graças, especialmente, ao aumento nos volumes na Europa e no Japão. A Bayer também relatou ganhos significativos para suas receitas com licenças – reconhecidas como vendas – nos EUA, onde o Xarelto® é comercializado por uma subsidiária da Johnson & Johnson. As vendas do Eylia® novamente apresentaram forte avanço (com ajuste fiscal, aumento de 33%). O produto se desenvolveu especialmente bem na Europa, Canadá e Japão.

 

Entre outros principais produtos farmacêuticos, os dispositivos intrauterinos de liberação de hormônios da família de produtos Mirena® tiveram um crescimento significativo de vendas de 8,8% (ajuste fiscal), particularmente em função do desenvolvimento de preço positivo nos Estados Unidos e ao lançamento do novo dispositivo intrauterino de baixa dose Kyleena™. O agente de contraste para ressonância magnética Gadovist® mais uma vez teve forte crescimento (com ajuste fiscal, aumento de 19,7%), devido a uma expansão significativa dos volumes no Japão e nos EUA. As vendas de Aspirina® Prevent para prevenção secundária de ataques cardíacos se beneficiaram da melhor situação de negócios na China e na América Latina, crescendo 7,4% (com ajuste fiscal). No entanto, as vendas do tratamento para esclerose múltipla Betaferon® caíram (com ajuste fiscal, queda de 9,9%), devido ao desempenho mais fraco de negócios na Europa e nos Estados Unidos.

 

O EBITDA antes de itens especiais de Pharmaceuticals subiu 13,8% para € 5,251 bilhões (2015: € 4,616 bilhões). O crescimento substancial nos ganhos foi amplamente atribuído ao desenvolvimento muito bom de nossos negócios. Investimentos muito maiores em pesquisa e desenvolvimento e efeitos cambiais negativos de cerca de € 65 milhões tiveram um efeito de oposição.

 

Consumer Health cresce com a concorrência

As vendas de produtos para cuidado próprio (Consumer Health) aumentaram 3,5% (com ajuste fiscal e de portfólio) para € 6,037 bilhões (2015: € 6,076 bilhões). “Este desenvolvimento basicamente espelhou o de nossos concorrentes”, explica Baumann. A divisão atingiu ganhos consideráveis na América Latina e Ásia/Pacífico de forma ajustada cambialmente e Europa/Oriente Médio/África contribuíram para o crescimento das vendas com um leve aumento. As vendas na América do Norte tiveram o mesmo nível do ano anterior.

 

Negócios com a vitamina pré-natal Elevit™ tiveram um desenvolvimento particularmente encorajador (com ajuste fiscal, aumento de 17,2%), apresentando taxas de crescimento de dois dígitos na Ásia/Pacífico e na Europa/ Oriente Médio/África. A Bayer atingiu um crescimento significativo de 13,4% (com ajuste fiscal) com a marca de cuidado dermatológico e íntimo Canesten® graças à expansão de volumes em todas as regiões. As vendas de produtos para cuidado com a pele Bepantol® tiveram um forte aumento de 9,2% (com ajuste fiscal), especialmente na Europa. Por outro lado, os negócios com o anti-histamínico Claritin® tiveram uma diminuição geral (com ajuste fiscal, queda de 2,6%). As vendas na Ásia/Pacífico recuaram com relação ao forte ano anterior devido à concorrência intensificada e aos controles de preço para medicamentos sob prescrição no Japão. O aumento gratificante nos EUA, graças a uma extensão da linha de produtos com ClariSpray™, compensou apenas parcialmente esse efeito. 

 

O EBITDA antes de itens especiais de Consumer Health caiu 3,1% para € 1,411 bilhão (2015: € 1,456 bilhão). Os ganhos foram reduzidos por um maior custo dos produtos vendidos e efeitos cambiais negativos de aproximadamente € 65 milhões. Tais fatores foram amplamente compensados pelo desenvolvimento positivo de vendas e sinergias de custo.

 

Crop Science tem sucesso em um ambiente de mercado difícil

No setor de agricultura, a Bayer reportou vendas de € 9,915 bilhões (2015: € 10,128 bilhões; com ajuste fiscal e de portfólio, aumento de 0,1%). “O ambiente de mercado para nossa divisão Crop Science permaneceu fraco no ano passado, especialmente na América Latina”, afirma Baumann. Crop Science, no entanto, manteve as vendas no mesmo nível do ano anterior, explica o CEO da Bayer. A considerável queda de 6,9% (com ajuste fiscal) na América Latina foi compensada por ganhos nas outras regiões. As vendas aumentaram 3,9% (com ajuste fiscal) na América do Norte, 2,7% (com ajuste fiscal) na Ásia/Pacífico e 1,8% (com ajuste fiscal) na Europa/Oriente Médio/África.

 

A unidade de Seeds (sementes e melhoramento genético), em particular, teve um desenvolvimento positivo, crescendo 8,3% (com ajuste fiscal e de portfólio). O negócio de Crop Protection apresentou ganhos de 4% para Fungicidas e 4,1% para SeedGrowth (produtos para tratamento de sementes) com ajuste cambial e de portfólio. Por contraste, o negócio de Inseticidas caiu consideravelmente (com ajuste fiscal e de portfólio, menos 13,3%). Em Herbicidas, as vendas tiveram uma leve queda (com ajuste fiscal e de portfólio, menos 2,2%). A unidade de negócios, Environmental Science, registrou um aumento de vendas de 4,5% (com ajuste fiscal e de portfólio).

 

O EBITDA antes de itens especiais de Crop Science ficou estável com relação ao ano anterior (aumento de 0,6%) a € 2,421 bilhões (2015: € 2,406 bilhões). Um efeito cambial positivo de cerca de € 140 milhões e preços mais altos foram compensados por volumes mais baixos, maiores despesas com pesquisa e desenvolvimento e maiores perdas por diminuição de valor em itens a receber.

 

Saúde Animal se beneficia do forte crescimento de Seresto®

As vendas do negócio de Saúde Animal aumentaram 4,8% (com ajuste fiscal e de portfólio) para € 1,523 bilhão (2015: € 1,490 bilhão). As regiões da América do Norte e Ásia/Pacífico tiveram um desenvolvimento especialmente positivo graças à demanda mais alta. A coleira contra pulgas e carrapatos Seresto® reportou um crescimento muito forte nas vendas, de 55,4% (com ajuste fiscal) resultante, principalmente, da maior demanda nos EUA e Europa. As vendas com ajuste cambial da família Advantage®, de produtos para controle de pulgas, carrapatos e vermes, ficaram no mesmo nível do ano anterior. O EBITDA antes de itens excepcionais ficou praticamente estável ano após ano (aumento de 0,6%) a € 349 milhões (2015: € 347 milhões). Contribuições positivas para os ganhos dos aumentos de volume e preço contrastaram com as maiores despesas de venda e de custo de produtos vendidos. Os ganhos também foram diminuídos por um efeito cambial negativo de cerca de € 10 milhões.

 

Aumento substancial de ganhos com Covestro

As vendas da Covestro foram estáveis ano a ano (com ajuste fiscal e de portfólio 0%) em € 11,826 bilhões (2015: € 11,982 bilhões). Os preços de venda caíram no geral devido aos preços menores de matérias primas. No geral, os volumes ficaram acima do nível do ano anterior. O EBITDA antes de itens especiais subiu consideráveis 19,6% para € 1,984 bilhão (2015: € 1,659 bilhão). Contribuições positivas de ganhos com menores preços de matérias primas e maiores volumes mais do que compensaram os preços menores de venda e um efeito cambial negativo de cerca de € 20 milhões.

 

Aumento encorajador em EBITDA no quarto trimestre de 2016

“Nossos negócios continuaram se desenvolvendo positivamente no último trimestre de 2016”, explicou o CFO Dietsch. As vendas do grupo aumentam 4,7% (com ajuste fiscal e de portfólio de 4,8%) no quarto trimestre, para € 11,820 bilhões (Q4 2015: € 11,285 bilhões). O EBITDA antes de itens especiais subiu 13,7% para € 2,179 bilhões (Q4 2015: € 1,916 bilhão). Por outro lado, o EBIT caiu 14,3% para € 789 milhões (Q4 2015: € 921 milhões). O Grupo como um todo relatou rendimento líquido de € 453 milhões (Q4 2015: 613 milhões). Os ganhos centrais por ação com operações contínuas aumentaram para € 1,19 (Q4 2015: € 1,08).

 

Bom progresso no financiamento do acordo de aquisição da Monsanto

A Bayer também está fazendo bom progresso com o refinanciamento do acordo de aquisição da Monsanto, continua Dietsch. A companhia implementou com sucesso o financiamento de US$ 57 bilhões da aquisição e a primeira medida de equidade, no valor de € 4 bilhões. “Transações desta magnitude não necessariamente transcorrem com tranquilidade. O fato de termos tanto sucesso nessas atividades de financiamento também é prova da boa reputação da Bayer no mercado de capitais”, comenta Dietsch. Um futuro refinanciamento da aquisição está planejado, para incluir títulos corporativos e híbridos e o levantamento de patrimônio adicional via emissão de direitos. Entretanto, se a Bayer identificar opções para otimizar ainda mais as estruturas de financiamento, instrumentos e o momento de dar passos de financiamento no contexto da transação, a companhia as considerará.

 

“Inovação é nossa principal competência”

A inovação é a base do sucesso da Bayer, Baumann explica. “É nossa principal competência”. Ele disse que a companhia está investindo substancialmente, portanto, no fortalecimento de sua capacidade de inovação. No ano passado, a Bayer investiu quase € 4,7 bilhões em pesquisa e desenvolvimento (um aumento de 9,2%). “Nos negócios de Life Science, as despesas com pesquisa e desenvolvimento chegaram a € 4,4 bilhões, ou quase 13% das vendas. Esse também é um recorde para a Bayer”, afirma Baumann. “Tais esforços para fortalecer ainda mais nossa capacidade de inovação estão compensando, como podemos ver, nossas projeções de desenvolvimento”. Em Pharmaceuticals, por exemplo, a Bayer tem uma série de candidatos a produtos promissores atualmente em desenvolvimento clínico. A companhia estima que seis deles – na fase média a final de desenvolvimento – têm um pico combinado de potencial de vendas anuais de, pelo menos, € 6 bilhões. Em Crop Science, o pico combinado de potencial de vendas anuais do desenvolvimento de tecnologia de proteção de lavouras e sementes da Bayer está estimado em mais de € 5 bilhões com produtos que foram ou serão levados ao mercado entre 2015 e 2020.

 

Desenvolvimento positivo deve continuar em 2017

“Esperamos que o desenvolvimento positivo continue no ano fiscal de 2017”, diz Baumann. As vendas do Grupo Bayer, incluindo a Covestro, devem aumentar para mais de € 49 bilhões. Isso corresponde a um aumento percentual de um dígito baixo a médio, com base em ajuste cambial e de portfólio. O EBITDA antes de itens especiais deve crescer em uma porcentagem de um dígito médio. O objetivo da empresa é aumentar os ganhos centrais por ação com operações contínuas também em uma porcentagem de um dígito médio. Vale a pena observar que apenas 64% da Covestro serão refletidos para todo o ano de 2017. Além disso, as notas conversíveis obrigatórias emitidas com sucesso em novembro de 2016, que aumentaram o número médio ponderado de ações, também estão refletidas. Tais previsões se baseiam nas taxas de câmbio em 31 de dezembro de 2016, incluindo uma taxa de US$ 1,05 por euro.

 

A Bayer está planejando vendas de aproximadamente € 37 bilhões para as atividades de Life Science. Isso corresponde a um aumento percentual de um dígito médio com base em ajuste cambial e de portfólio. O EBITDA antes de itens especiais deve aumentar em uma porcentagem de um dígito médio a alto.

 

Para Pharmaceuticals, a Bayer espera vendas de mais de € 17 bilhões, correspondentes a um aumento percentual de um dígito médio com base em ajuste cambial e de portfólio. As vendas dos produtos com maior crescimento – Xarelto®, Eylia®, Stivarga®, Xofigo® e Adempas® – devem aumentar para mais de € 6 bilhões. O plano para EBITDA antes de itens especiais é de aumento em uma porcentagem de um dígito alto. A companhia espera melhorar ainda mais a margem do EBITDA antes de itens especiais.

 

Para Consumer Health, a Bayer espera que as vendas cheguem a mais de € 6 bilhões e, em linha com o desenvolvimento previsto do mercado, planeja o crescimento em uma porcentagem de um dígito médio com base em ajuste cambial e de portfólio. Espera-se que o EBITDA antes de itens especiais aumente em um percentual de um dígito baixo a médio. 

 

Crop Science está prevendo vendas de mais de € 10 bilhões. Isso corresponde a um aumento percentual de um dígito baixo com base em ajuste cambial e de portfólio. O EBITDA antes de itens especiais deve atingir o mesmo nível do ano anterior.

 

Em Saúde Animal a Bayer espera que as vendas aumentem em uma porcentagem de um dígito baixo a médio com base em ajuste cambial e de portfólio e planeja melhor o EBITDA antes de itens especiais em um percentual de um dígito alto.

 

Em 2017, a Covestro espera um aumento em vendas e no EBITDA antes de itens especiais no mesmo nível ou superior ao do ano anterior.

 

Para o Grupo, a Bayer espera ter encargos especiais no EBITDA na casa dos € 500 milhões em 2017. O Grupo Bayer pretende aumentar as despesas com pesquisa e desenvolvimento para € 4,8 bilhões. As despesas de capital devem chegar a cerca de € 2,5 bilhões para propriedades, plantas e equipamentos e cerca de € 400 milhões para ativos intangíveis. Excluindo medidas de capital e de portfólio, a dívida financeira líquida deve ficar em torno de € 10 bilhões ao final de 2017.

 

Nota aos editores:
 
As tabelas abaixo contêm os principais dados para o Grupo Bayer e seus segmentos para todo o ano e o quarto trimestre de 2016.

 
O site www.news.bayer.com também disponibiliza:
- Transcrições e slides dos discursos de Werner Baumann e Johannes Dietsch 
- Fotos e imagens da coletiva de imprensa 
 
O Relatório Anual 2016 completo está disponível na internet: http://www.annualreport2016.bayer.com
 
Material complementar está disponível no site www.live.bayer.com:
-  Gravação da coletiva de imprensa 
 


Editores de TV podem baixar ou encomendar cenas atualizadas sobre Life Science na Bayer gratuitamente pelo link http://tv-footage.bayer.com/.


Alertas com Relação a Declarações Prospectivas
Certas declarações incluídas neste comunicado podem constituir “declarações prospectivas”. Os resultados reais podem ser consideravelmente diferentes dos projetados ou previstos nas declarações prospectivas. Os fatores que podem fazer os resultados reais diferirem consideravelmente incluem: incertezas quanto ao momento da transação; possibilidade das partes não conseguirem atingir as sinergias e eficiências operacionais esperadas na fusão dentro dos períodos de tempo esperados ou de forma alguma para integrar com sucesso as operações da Monsanto às da Bayer; tal integração pode ser mais difícil, demorada ou custosa do que o esperado; as receitas após a transação podem ser inferiores às esperadas; custos operacionais, perda de clientes e perturbação nos negócios (incluindo, por exemplo, dificuldades de manter relações com funcionários, clientes ou fornecedores) podem ser superiores ao esperado após o anúncio da transação; retenção de alguns funcionários essenciais da Monsanto; riscos associados à perturbação da atenção da diretoria com operações de negócios atuais devido à transação; as condições para conclusão da transação podem não ser atendidas, ou as aprovações regulatórias necessárias para a transação podem não ser obtidas nos termos esperados ou no tempo previsto; a capacidade das partes de atingir expectativas com relação ao momento, completude e tratamentos contábeis e fiscais da fusão; impacto de endividamento incorrido pela Bayer com relação à transação e possível impacto sobre a classificação de endividamento da Bayer; efeitos da combinação de negócios entre Bayer e Monsanto, incluindo a condição financeira futura da companhia combinada, resultados operacionais, estratégia e planos; outros fatores detalhados no Relatório Anual da Monsanto em Formato 10-K arquivados na SEC para o ano fiscal encerrado em 31 de agosto de 2016 e outros arquivamentos da Monsanto na SEC, disponíveis no site http://www.sec.gov e no website da Monsanto, www.monsanto.com; e outros fatores discutidos nos relatórios públicos da Bayer disponíveis no website da Bayer: www.bayer.com. Bayer e Monsanto não assumem obrigação alguma em atualizar as informações neste comunicado, exceto quando exigido por lei. Os leitores estão avisados para não se fiar indevidamente nestas declarações prospectivas que dizem respeito apenas à presente data.

Principais Dados do Grupo Bayer, Quarto Trimestre e Ano de 2016


(Operações contínuas – dados do ano anterior são corrigidos)

Grupo Bayer

(€ milhões)

Q4 2015

Q4 2016

Mudança

em %

AF 2015

AF 2016

Mudança

em %

Vendas

11.285

11.820

+4,7

46.085

46.769

+1,5

EBITDA antes de itens especiais

1.916

2.179

+13,7

10.256

11.302

+10,2

EBIT

921

789

-14,3

6.241

7.042

+12,8

Itens especiais

(116)

(587)

-

(819)

(1.088)

-

EBIT antes de itens especiais

1.037

1.376

+32,7

7.060

8.130

+15,2

Rendimento líquido *

613

453

-26,1

4.110

4.531

+10,2

Ganhos por ação (€) *

0,74

0,53

-28,4

4,97

5,44

+9,5

Ganhos centrais por ação (€)

1,08

1,19

+10,2

6,82

7,32

+7,3

Número de colaboradores **

116.600

115.200

-1,2

116.600

115.200

-1,2

 

Pharmaceuticals

(€ milhões)

Q4 2015

Q4 2016

Mudança

em %

AF 2015

AF 2016

Mudança

em %

Vendas

3.986

4.275

+7,3

15.308

16.420

+7,3

EBITDA antes de itens especiais

1.085

1.217

+12,2

4.616

5.251

+13,8

EBIT

569

606

+6,5

3.028

3.389

+11,9

Itens especiais

(190)

(310)

-

(299)

(558)

-

EBIT antes de itens especiais

759

916

+20,7

3.327

3.947

+18,6

 

Consumer Health

(€ milhões)

Q4 2015

Q4 2016

Mudança

em %

AF 2015

AF 2016

Mudança

em %

Vendas

1.506

1.539

+2,2

6.076

6.037

-0,6

EBITDA antes de itens especiais

385

372

-3,4

1.456

1.411

-3,1

EBIT

194

68

-64,9

768

695

-9,5

Itens especiais

(55)

(199)

-

(237)

(292)

-

EBIT antes de itens especiais

249

267

+7,2

1.005

987

-1,8

 

Crop Science

(€ milhões)

Q4 2015

Q4 2016

Mudança

em %

AF 2015

AF 2016

Mudança

em %

Vendas

2.405

2.404

-

10.128

9.915

-2,1

EBITDA antes de itens especiais

347

351

+1,2

2.406

2.421

+0,6

EBIT

491

153

-68,8

2.094

1.755

-16,2

Itens especiais

301

(39)

-

222

(143)

-

EBIT antes de itens especiais

190

192

+1,1

1.872

1.898

+1,4

 

Saúde Animal

(€ milhões)

Q4 2015

Q4 2016

Mudança

em %

AF 2015

AF 2016

Mudança

em %

Vendas

319

329

+3,1

1.490

1.523

+2,2

EBITDA antes de itens especiais

41

38

-7,3

347

349

+0,6

EBIT

14

25

+78,6

254

313

+23,2

Itens especiais

(19)

(5)

-

(64)

(7)

-

EBIT antes de itens especiais

33

30

-9,1

318

320

+0,6

 

Covestro

(€ milhões)

Q4 2015

Q4 2016

Mudança

em %

AF 2015

AF 2016

Mudança

em %

Vendas

2.774

2.997

+8,0

11.982

11.826

-1,3

EBITDA antes de itens especiais

257

373

+45,1

1.659

1.984

+19,6

EBIT

(79)

203

-

635

1.304

+105,4

Itens especiais

(144)

0

-

(332)

0

-

EBIT antes de itens especiais

65

203

-

967

1.304

+34,9

 

EBIT(DA) antes de itens especiais e ganhos centrais por ação não estão definidos nos Padrões Internacionais de Relatórios Financeiros e, portanto, devem ser considerados apenas informações complementares. Para a definição desses indicadores, veja o relatório anual atual no site www.bayer.com.

 

* Incluindo operações descontinuadas / ** Equivalentes a tempo integral no final do período

 

Informações à imprensa:

 

JeffreyGroup Brasil

Vanessa Caccianiga

(11) 3185-0854

vcaccianiga@jeffreygroup.com

 

Gleyma Lima

(11) 3185-0866

glima@jeffreygroup.com